Simulados interpretação de textos – A ciência

A CIÊNCIA

I - A ciência permanecerá sempre a satisfação do desejo mais alto da nossa natureza, a curiosidade; ela fornecerá sempre ao homem o único meio que ele possui para melhorar a própria sorte. (Renan)
II-A ciência, que devia ter por fim o bem da humanidade, infelizmente concorre na obra de destruição e inventa constantemente novos meios de matar o maior número de homens no tempo mais curto. (Tolstói)
III -Faz-se ciência com fatos, como se faz uma casa com pedras; mas uma acumulação de fatos não é uma ciência, assim como um montão de pedras não é uma casa. (Poincaré)

1) A(s) opinião(ões) que traduz(em) uma visão negativa da ciência é(são):
a) I
b) II
c) III
d) I-II
e) II-III

2) Segundo o segmento I, a curiosidade é:
a) a satisfação de nosso desejo
b) o caminho de melhorar a própria sorte
c) o único meio de obter satisfação
d) o desejo mais alto da nossa natureza
e) sinônimo da própria ciência

3) O “desejo mais alto”, citado no segmento I, significa o desejo:
a) mais contido
b) mais difícil
c) mais problemático
d) mais intenso
e) mais espiritual

4) O emprego do futuro do presente do indicativo no segmento I significa:
a) certeza dos fatos futuros
b) possibilidade de fatos futuros
c) incerteza dos fatos futuros
d) dúvida sobre os fatos futuros
e) desejo do autor sobre os fatos futuros

5) “...para melhorar a própria sorte.”; o vocábulo  sorte, nesse segmento,
eqüivale semanticamente a:
a) futuro
b) felicidade
c) infortúnio
d) horóscopo
e) destino

5) No segmento II, o uso do pretérito imperfeito do indicativo em “...devia ter por fim o bem da humanidade...” significa que:
a) a finalidade da ciência está equivocada.
b) o ideal da ciência, no passado, era o bem da humanidade.
c) a realidade é diferente da finalidade ideal da ciência.
d) a realidade confirma o ideal científico.
e) sob certas condições a ciência atinge o seu ideal.

6) “...infelizmente concorre na obra de destruição...”; nesse segmento, o verbo concorrer eqüivale semanticamente a:
a) compete; rivaliza
c) prejudica :
d) colabora
e) combate

7) “...bem da humanidade...”, “...obra de destruição...”, “...novos meios de matar...”; as expressões sublinhadas são respectivamente correspondentes a:
a) humano, destrutiva, mortíferos
b) humanitário, destruidora, homicidas
c) humanista, destrutiva, assassinos
d) humano, destruidora, violentos
e) humanitário, destruidora, mortais

8) Vocábulos que no segmento II mostram a opinião do autor do texto sobre o conteúdo veiculado é:
a) infelizmente / devia
b) constantemente / infelizmente
c) por fim / devia
d) destruição / ciência
e) constantemente / destruição

9) “...matar o maior número de homens no tempo mais curto”, como aparece no segmento II, demonstra:
a) violência inútil
b) crueldade necessária
c) qualidade suprema
d) eficácia positiva
e) eficiência mórbida

10) “...como se faz uma casa com pedras...”, no segmento III, corresponde a uma:
a) condição
b) causa
c) conseqüência
d) comparação
e) concessão

11) No segmento III, os dois termos que se encontram nos mesmos postos de comparação são:
a) ciência / pedras
b) fatos / casa
c) ciência / casa
d) ciência / fatos
e) casa / pedras

12) O que nos três segmentos do texto 3 mostra um ponto comum da ciência é que ela é vista como:
a) um bem para a humanidade
b) um conhecimento subjetivo
c) uma esperança de progresso
d) uma certeza de sobrevivência
e) uma atividade humana

Postar um comentário